Linha de Pesquisa 1: EDUCAÇÃO CIENTÍFICA: PROCESSOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA ESCOLA, NA UNIVERSIDADE E NO LABORATÓRIO DE PESQUISA.

1) Nome do Projeto: Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - Subprojeto Matemática

Início:2014

Natureza: Inovação

Responsável: Celiane Costa Machado

Descrição: O subprojeto PIBID Matemática tem como objetivo principal promover a formação acadêmico profissional de professores de Matemática de forma a constituir um professor pesquisador e contribuir para ampliar as aprendizagem de estudantes da Educação Básica. Atividades voltadas ao ensino de Matemática são planejadas e desenvolvidas em escolas da rede pública, parcerias do subprojeto.

2) Nome do Projeto: Programa de Formação Acadêmico Profissional e Práticas Educativa

Início: 2016

Natureza: Extensão

Responsável: Celiane Costa Machado

Descrição: Oportunizar aos professores da Educação Básica das escolas públicas municipais e estaduais, docentes e discentes da Universidade Federal de Rio Grande vivenciar um espaço de formação acadêmico profissional, nas modalidades presencial, semipresencial ou a distância, baseado em experiências pedagógicas, leituras, escritas, diálogo e reflexões sobre a atuação do professor frente as atuais demandas educacionais.

3) Nome do Projeto: Investigações sobre a prática docente na Universidade e na Escola

Início: 2014

Natureza: Pesquisa

Responsável: Elaine Corrêa Pereira

Descrição: Inúmeras mudanças têm ocorrido na sociedade referentes aos avanços tecnológicos, sendo estes voltados, especialmente para a educação, evidenciando, desta forma, a necessidade de buscar estratégias pedagógicas no sentido de proporcionar um ensino mais compromissado com o educando. Então, este projeto tem por finalidade investigar os processos de ensino e aprendizagem e desenvolver ações que contemplem a formação docente envolvendo a universidade e a escola, repercutindo na comunidade. Além disso, pretende-se fomentar espaços de formação docente, voltada para uma atualização constante, devido as mudanças e transformações as quais vem ocorrendo em todos os campos do saber. Espera-se com essa pesquisa ampliar o olhar investigativo e crítico de professores, de modo a propiciar ações pedagógicas inovadoras que atendam a demanda da sociedade contemporânea.

4) Nome do Projeto: Projeto Novos Talentos CAPES - Novos Talentos 2012 - Projeto TChE - Tecnologias e Ciências com uma abordagem Holística na Educação

Início: 2012

Natureza: Extensão

Responsável: Fernanda Antoniolo Hammes de Carvalho

Descrição: Inserido no projeto Novos talentos desenvolvido no Campus FURG em Santo Antônio da Patrulha, o qual tem como proposta principal incentivar o estudo de ciências nos jovens nesse município e desenvolver atividades de formação continuada para professores da região, é desenvolvido o subprojeto NEUROCIÊNCIAS APLICADA À EDUCAÇÃO: OTIMIZANDO AS POTENCIALIDADES DE APRENDER. O projeto é composto por 3 atividades. Atividade 1 ? CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA: NEUROCIÊNCIAS E EDUCAÇÃO, com vistas a oportunizar ao professores, através da articulação entre neurociências e educação, ampliar saberes em prol de qualificar as ações pedagógicas promovidas no espaço escolar. Atividade 2 ? APRENDENDO A SER CIENTISTA - ciclo de palestras com objetivo de promover a autopercepção como sujeito aprendente, fomentar a postura científica com vistas ao desenvolvimento da criatividade, criticidade e autonomia na construção do conhecimento. Atividade 3- NEUROEDUCA: CONHECENDO COMO SEU CÉREBRO FUNCIONA - Tomando como referência a aproximação da neurociência com a educação, através de atividades lúdicas e interativas, o evento tem como objetivo divulgar conhecimentos neurocientíficos para alunos e professores do ensino fundamental e médio com o intuito de colaborar para ampliar a percepção dos processos de ensino e aprendizagem.

5) Nome do Projeto: FORMAÇÃO E ENSINO DE CIÊNCIAS: DA SIMPLIFICAÇÃO AO PENSAMENTO COMPLEXO

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Gionara Tauchen

Descrição:Objetivamos compreender e analisar os limites disciplinares e colocar em relevo princípios epistemológicos que podem nos ajudar na autoprodução do ensino de ciências que intenciona contribuir com o desenvolvimento do pensamento interdisciplinar e complexo. Pretendemos, ainda, construir argumentos para sustentar as seguintes teses: a) as interações disciplinares podem ser potencializadas pelo diálogo, mas é por meio da postura epistemológica dialógica e da aprendizagem intersubjetiva que produzimos o tensionamento disciplinar, incluindo/excluindo as contradições; b) a interdisciplinaridade, no plano das atividades de ensino, não é um atributo de uma condição ontológica, mas uma emergência epistêmica pragmática. O estudo é de natureza qualitativa, de base hermenêutica.

6) Nome do Projeto: GT- CLACSO: Universidades e Políticas de Educação Superior

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Gionara Tauchen

Descrição: Docência e políticas de Educação Superior no âmbito da Comunidade dos Países de Língua PortuguesaDescrição: Este projeto, decorrente da organização de uma rede interinstitucional de pesquisadores, articulados por meio da Rede de Estudos e Pesquisas em Educação Superior ? REPES, tem por objetivo geral investigar e compreender as políticas de Educação Superior dos Estados que integram a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e suas decorrências para a organização interna das políticas e das atividades universitárias. Os estudos são teórica e metodologicamente orientados pelos princípios organizadores do pensamento complexo e da hermenêutica e vinculam-se às intencionalidades da Educação Comparada. Os eixos de investigação, colocados nas interações micro, macro e meso, versam sobre os processos de gestão, avaliação, docência, currículo, equidade e inclusão.

7) Nome do Projeto: Formação de Professores e desenvolvimento de currículo na Área de CNT através de 'Situação de Estudo'.

Início: 2015

Natureza: Pesquisa

Responsável: Jaqueline Ritter

Descrição: O presente projeto de pesquisa se propõe a compreender e investigar a produção e desenvolvimento de Situação de Estudo (SE) como abordagem temática proposta na Área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (CNT) que visa desenvolver e significar conceitos interligados de Química, Física e Biologia para o Ensino Médio. As Situações de Estudos serão produzidas e desenvolvidas conjuntamente pelos professores da Área de CNT que atuam no Ensino Médio das escolas Riograndinas – em espaço/tempo de formação com professores e estudantes da Licenciatura em Química da (EQA) e pós-graduandos na área.

8) Nome do Projeto: Produção de currículo interdisciplinar na Área de CNT através de processos formativos envolvendo a Universidade e a Escola de Educação Básica.

Início: 2016

Natureza: Extensão

Responsável: Jaqueline Ritter

Descrição: Projeto de expansão do Grupo de Educação Química na produção curricular em Ciências da Natureza e suas Tecnologias (GEQPC), EQA/FURG que visa fomentar, subsidiar teórica e metodologicamente a criação/implementação de pequenos núcleos de estudo e pesquisa nas Escolas de Educação Básica, preferencialmente às de Ensino Médio. O objeto de estudo e pesquisa dos sujeitos que venham a compor a rede de extensão é a sua própria prática curricular. Com a presente proposta que agrega aspectos do ensino, pesquisa e extensão, objetiva-se investigar o potencial do currículo interdisciplinar na forma de abordagem temática proposta na Área a fim de desenvolver e significar conceitos interligados de Química, Física e Biologia para o Ensino Médio e, reconhecer o potencial formativo de sua produção, desenvolvimento e acompanhamento pelo exercício da pesquisa na interface universidade e escola. Pergunta-se: Qual a pertinência da abordagem temática no currículo e como se pode evidenciar sua articulação com os fundamentos da pesquisa como atividade formativa e constitutiva dos conhecimentos dos sujeitos que a praticam? As Situações de Estudos temáticas serão produzidas e desenvolvidas conjuntamente pelos seguintes sujeitos: estudantes da Licenciatura em Química da FURG, professores da Universidade e professores da Área de CNT que atuam no Ensino Médio de duas escolas em Rio Grande/RS ? Silva Gama e Lorea Pinto. O caminho metodológico a ser perseguido é o da pesquisa-ação cujos dados produzidos serão analisados com vistas à produção de significados no campo da docência e do currículo.

9) Nome do Projeto: Projeto de cooperação internacional Brasil-Cabo Verde para formação de profissionais em ciências, matemáticas e tecnologia

Início: 2014

Natureza: Pesquisa

Responsável: João Alberto da Silva

Descrição: O projeto visa promover redes de colaboração entre os programas e cursos de pós-graduação da FURG e UniCV, por meio de atividades sistemáticas de interação entre as instituições envolvidas, visando a construção contínua de projetos de pesquisa e intervenção social. Objetiva, também, investigar possibilidades de inovação e renovação dos contextos educativos, especialmente na área do ensino de Ciências, Matemática, Saúde e Tecnologias.

10) Nome do Projeto: INCENTIVANDO POTENCIAIS EM MATEMÁTICA NO ENSINO BÁSICO

Início: 2016

Natureza: Extensão

Responsável: Karin Ritter Jelinek

Descrição: Pensar atividades e ações que que possibilitem um encantamento pela Matemática entre os estudantes do Ensino Básico é o cerne deste projeto de extensão. O mesmo está entrelaçado com o projeto de pesquisa intitulado "Práticas matemáticas e formação continuada de professores" (Projeto nº 344675/2013), que visa, dentre algumas de suas ações, criar um espaço de incentivo e desenvolvimento de possíveis potenciais em matemática. Assim, o objetivo geral desta ação é desenvolver atividades e recursos didáticos-pedagógicos que desenvolvam e aprofundem conceitos matemáticos e, ao mesmo tempo, incentivem nas novas gerações um gosto pela matemática. Da mesma forma, este projeto visa oportunizar aos licenciandos em Ciências Exatas, um aperfeiçoamento de suas práticas pedagógicas, atualizando-os em relação as mais novas tendências de pesquisa e ensino de Matemática do Ensino Básico.

11) Nome do Projeto:Estudo da perda de energia partônica em meios nucleares densos

Início: 2008

Natureza: Pesquisa

Responsável: Luiz Fernando Mackedanz

Descrição: Processos envolvendo colisões de íons pesados em energias ultrarelativísticas nos fornecem a oportunidade de estudar a matéria sob condições extremas de densidade e temperatura. Nestas condições, cálculos teóricos prevêem uma transição de fase da matéria hadrônica comum para um estado desconfinado - o Plasma de Quarks e Glúons (QGP). Devido ao seu curto tempo de vida, sua formação só pode ser evidenciada através de assinaturas experimentais. Em especial, é esperada uma supressão na produção de mésons envolvendo quarks pesados. Porém, outros mecanismos concorrem para esta supressão, e podem explicar os recentes resultados experimentais do RHIC. Assim, difundiu-se na literatura considerar como uma assinatura mais confiável a atenuação de jatos, que tem sido interpretada como a perda de energia dos pártons energéticos produzidos no vértice da colisão durante sua propagação através do QGP. Esta perda de energia partônica pode ter contribuições dos mecanismos radiativo (bremmstrahlung de glúons) e colisional (múltiplos espalhamentos elásticos). Como no caso de processos eletromagnéticos, espera-se que o mecanismo radiativo domine em altas energias. Contudo, para energias mais baixas, os dois mecanismos tornam-se relevantes, e a perda de energia elástica pode ser a dominante até uma certa energia crítica. Conforme mostrado recentemente, o fator de atenuação nuclear não apresenta tanta sensibilidade aos valores de perda de energia colisional, apesar desta ser relevante para as energias de RHIC. De acordo com estes resultados, devemos ter o cuidado de analisar outro observável onde possamos determinar limites para a perda elástica de energia. Uma das oportunidades de investigação é fornecida pela assimetria azimutal em colisões nucleares não centrais. Estes processos caracterizam-se por uma anisotropia espacial da colisão, devido ao parâmetro de impacto b não-nulo, com a evolução dinâmica do sistema convertendo a excentricidade espacial inicial em uma anisotropia azimuta.

12) Nome do Projeto: Física, Tecnologia e Sociedade: uma nova visão sobre o papel da Física no Ensino de Ciências

Início: 2010

Natureza: Pesquisa

Responsável: Luiz Fernando Mackedanz

Descrição: Neste projeto, buscamos trabalhar a interação entre Ciência, suas aplicações e seu comprometimento, tendo como base temas geradores atuais, com a preocupação em atender três áreas do ensino de Física em Rio grande e cidades vizinhas: (1) o estudo de adaptações entre o currículo formal e os temas estruturadores, conforme propostos nos PCNs, propondo a inserção de tópicos antes tratados de forma estanque na disciplina de Física como partes provenientes de um mesmo eixo central (tema gerador), inclusive com a preparação de material de apoio para esta inserção; (2) a elaboração, divulgação e estudo sobre a Olimpíada Regional de Física, projetada para começar a partir do ano de 2010, nos moldes da Olimpíada Brasileira de Matemática para o Ensino Médio (OBMEP), com boa participação e aproveitamento das escolas de ensino básico da cidade de Rio Grande; (3) a preparação de material de apoio para aulas com enfoque CTS, escolhendo temas estruturadores gerais para trabalhar de maneira ampla. O material preparado será distribuído em algumas escolas públicas de ensino básico na cidade de Rio Grande, para posterior avaliação e crítica. Destacamos a necessidade da atuação mais próxima da Universidade junto à escola de ensino básico, uma vez que devemos ter um compromisso com a alfabetização científica e com a formação continuada do docente atuante neste nível.

13) Nome do Projeto: Física Viva

Início: 2013

Natureza: Outra

Responsável: Luiz Fernando Mackedanz

Descrição: Este projeto faz parte do Programa de Apoio Pedagógico e Apoio ao Estudante, vinculado à PROGRAD e PRAE. Seu objetivo é proporcionar um espaço de atividades experimentais aos estudantes de primeiro ano, principalmente para as Engenharias, mostrando os fenômenos idealizados em laboratório e discutindo as generalizações e simplificações feitas pelos modelos teóricos. apresentados em aula.

14) Nome do Projeto: Analise da utilização de estratégias de leitura na evolução dos gêneros de discurso dos licenciandos de química da UFS

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Marlene Rios Melo

Descrição: O objetivo do projeto é avaliar como utilização das estratégias de leitura de Isabel Solé contribuem na produção textual e alfabetização científica dos licenciandos de química da UFS, assim como estabelecer os limites dessa utilização.

15) Nome do Projeto: Formação de Professores de Química: Dificuldades e avanços na elaboração e aplicação de propostas de ensino de Química na perspectiva CTSA

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Marlene Rios Melo

Descrição: Objetivamos analisar a evolução tanto da produção escrita quando da mediação didática das propostas experimentais elaboradas pelos licenciandos de Química da UFS, durante disciplina de Estágio Supervisionado II. Utilizaremos como referenciais teóricos a conceituação de autoria proposta por Orlandi (1998), a visão de Sociedade de Risco (Beck, 2010), a filosofia da Química Verde e as ideías de Schön sobre professor reflexivo.

16) Nome do Projeto: A compreensão do uso dos modelos mentais na construção do conhecimento químico

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Marlene Rios Melo

Descrição: O objetivo do projeto é compreender os modelos mentais sobre equilibrio elaborado por professores em formação, bem como a utilização desses modelos na elaboração de estratégias de ensino.

17) Nome do Projeto: Indagação online na pesquisa-formação de professores em Ciências

Início: 2015

Natureza: Pesquisa

Responsável: Valmir Heckler

Descrição: O presente projeto de pesquisa propõem investigar e compreender o constituir/desenvolver da experimentação na área de Ciências mediada via web. Um campo da pesquisa-formação de professores em um cenário da educação online. Abrange significar as linguagens construídas em atividades teórico-práticas em interfaces e ferramentas da web 2.0, ao envolver professores e estudantes no cocriar da comunicação e do conhecimento com auxílio dos artefatos científicos contemporâneos. Um estudo vinculado a dois grupos de pesquisa: Comunidades Aprendentes em Educação Ambiental, Ciências e Matemática (CEAMECIM); e do Grupo Interdisciplinar de Tecnologias Digitais, Gestão e Formação Aplicadas a Educação (INTERFACES).

18) Nome do Projeto: A Educação Científica: O Ensino de Física a partir do contexto sociocultural e das tecnologias digitais

Início: 2015 

Natureza: Extensão

Responsável: Valmir Hecker

Descrição: O projeto tem por objetivo desenvolver, problematizar temáticas da Física e suas tecnologias e potencializar os processos de ensino e de aprendizagem das mesmas no contexto escolar. Com o propósito de envolver estudantes do Ensino Fundamental, Médio e Professores da rede pública em conjunto com licenciandos de Física, pós-graduandos de Educação em Ciências e Docentes da área do Ensino de Física da FURG, em espaço de (re) significação das linguagens e do discurso constituinte da Física. O projeto oferta de três cursos de 40 horas cada: um para estudantes do Ensino Fundamental; outro para estudantes do Ensino Médio; e um terceiro para professores.

Linha de Pesquisa 2: PRODUÇÃO CIENTÍFICA E AVALIAÇÃO DE PRODUTIVIDADE EM CIÊNCIA

Nome do Projeto: Portal de Periódicos científicos da FURG

Início: 2013

Natureza: Pesquisa

Responsável: Angélica Conceição Dias Miranda

Descrição: O Portal de Periódicos da Universidade Federal do Rio Grande reúne, atualmente, doze revistas online. Usa o Open Journal System para Editoração Eletrônica de Revistas. O objetivo do projeto é a passagem das rotinas de trabalho do suporte impresso para o meio eletrônico oportunizando que as submissões deixem de utilizar o método impresso.

 

Nome do Projeto: Portal de periódicos científicos da Universidade Federal do Rio Grande e a gestão do conhecimento produzido

Início: 2012

Natureza: Extensão

Responsável: Angélica Conceição Dias Miranda

Descrição: O Portal de Periódicos da Universidade Federal do Rio Grande reúne, atualmente, dez revistas online. Usa o Open Journal System para Editoração Eletrônica de Revistas. O objetivo do projeto é a passagem das rotinas de trabalho do suporte impresso para o meio eletrônico oportunizando que as submissões deixem de utilizar o método impresso. A plataforma facilita o processo de editoração, pois tudo é feito dentro do sistema. O trabalho atualmente está em orientar e ajudar os editores no processo online de suas revistas.

 

Nome do Projeto:Programa de Extensão Portal de Periódicos Científicos da FURG

Início: 2014

Natureza: Extensão

Responsável: Angélica Conceição Dias Miranda

Descrição: O Portal de Periódicos da Universidade Federal do Rio Grande reúne, atualmente, dez revistas online. Usa o Open Journal System para Editoração Eletrônica de Revistas. O objetivo do projeto é a passagem das rotinas de trabalho do suporte impresso para o meio eletrônico oportunizando que as submissões deixem de utilizar o método impresso. A plataforma facilita o processo de editoração, pois tudo é feito dentro do sistema.

 

Nome do Projeto:Programa de Extensão Repositório e Memória Institucional da FURG

Início: 2014

Natureza: Extensão

Responsável: Angélica Conceição Dias Miranda

Descrição: A Universidade Federal do Rio Grande expandiu-se nos últimos anos, com isso, houve um crescimento significativo da sua produção intelectual. Os objetivos da presente proposta são: divulgar todo conhecimento produzido pela FURG através do ensino, pesquisa, extensão e cultura através da manutenção do repositório institucional.

 

Nome do Projeto: Repositório e Memória Institucional da FURG

Início: 2015

Natureza: Pesquisa

Responsável: Angélica Conceição Dias Miranda

Descrição: Projeto com objetivo de reunir e promover a produção científica institucional..

 

3) EDUCAÇÃO CIENTÍFICA: IMPLICAÇÕES DAS PRÁTICAS CIENTÍFICAS NA CONSTITUIÇÃO DOS SUJEITOS

 

Nome do Projeto: Artefatos culturais, formação de professores/as e escola: investigando pedagogias dos corpos, dos gêneros e das sexualidades

Início: 2012

Natureza: Pesquisa

Responsável: Joanalira Corpes Magalhães

Descrição: O Grupo de Pesquisa Sexualidade e Escola (GESE) tem buscado, nas suas diversas atividades, problematizar as desigualdades de corpo, gênero e sexuais, estimular o espírito investigativo, a curiosidade e a criatividade, valorizando o convívio social e o pluralismo. Frente aos discursos presentes nas instituições de ensino, escola e universidade, por exemplo, e em outras instituições sociais sobre os corpos, os gêneros e as sexualidades, consideramos necessário refletir sobre essas temáticas na Educação Básica, de forma que possam discutir e questionar os diversos discursos e práticas sobre algumas questões centrais, como as identidades, a diversidade sexual, a homofobia, as configurações familiares, os prazeres, os desejos, as doenças sexualmente transmissíveis, a Aids, os usos dos corpos e outros. Este projeto de pesquisa terá como propósito investigar e discutir, na formação inicial e continuada de professores/as, diferentes artefatos culturais e os modos como são representados e (re)produzidos os corpos, gêneros e sexualidades, a partir das áreas científicas, nessas produções sociais. O referencial teórico está baseado nos Estudos Culturais, em suas vertentes pós-estruturalistas, e em algumas contribuições de Michel Foucault. Neste sentido, os estudos do Grupo de Pesquisa estão fundamentados em posicionamentos que entendem os corpos, os gêneros e as sexualidades como construções históricas, sociais e culturais, que se constituem na correlação de elementos sociais presentes na família, na medicina, na educação, na religião, na mídia entre outros, através de estratégias de poder/saber sobre os sujeitos. Para produção dos dados empíricos utilizamos em nossas pesquisas algumas ferramentas da revisão bibliográfica e da investigação narrativa. Por esse viés, para coleta e seleção dos artefatos culturais empregamos as ferramentas disponibilizadas para revisão bibliográfica, estabelecendo critérios para recorte e seleção do material. Dentre os artefatos que pretendemos inv.

 

Nome do Projeto: Videocurso Educação para a Sexualidade: dos currículos escolares aos espaços educativos

Início: 2015

Natureza: Extensão

Responsável: Joanalira Corpes Magalhães

Descrição: A Universidade Federal do Rio Grande - FURG, através do Grupo de Pesquisa Sexualidade e Escola (GESE), tem como proposta realizar um Vídeocurso com o objetivo de problematizar as temáticas de gêneros e sexualidades. O público-alvo do Vídeocurso serão profissionais da educação e da saúde, conselheiros/as tutelares, ONG, movimentos sociais e licenciandos/as, de diversos municípios do Rio Grande do Sul, a fim de que os/as mesmos/as possam trabalhar com os temas mulheres e relações de gênero, diversidade sexual, equidade de gênero, enfrentamento à homofobia, ao sexismo e às formas de discriminação e de violência, bem como a defesa dos seus direitos sexuais e reprodutivos. Essa ação tem como o objetivo contribuir para a promoção da equidade de gênero e a cidadania da população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), por meio da produção e difusão de informações à comunidade sobre os gêneros e as sexualidades.

 

Nome do Projeto: Gênero, diversidade sexual e relações étnico-raciais: dos currículos escolares aos espaços educativos

Início: 2014

Natureza: Extensão

Responsável: Joanalira Corpes Magalhães

Descrição: A Universidade Federal do Rio Grande - FURG, através do Grupo de Pesquisa Sexualidade e Escola (GESE), tem como proposta nesse programa desenvolver três projetos: um projeto que desenvolverá um curso na modalidade semi-presencial para profissionais da educação dos municípios de Rio Grande e São José do Norte, Bagé, São Lourenço do Sul, Santa Vitória do Palmar, com o objetivo de problematizar as temáticas de corpos, gêneros, sexualidades e relações étnico-raciais com profissionais da educação da rede pública da região sul do estado do Rio Grande do Sul e licenciandas/os, a fim de que os mesmos possam trabalhar com os temas mulheres e relações de gênero, diversidade sexual, equidade de gênero, enfrentamento ao racismo, à homofobia, ao sexismo e às formas de discriminação e de violência contra as mulheres, gays, lésbicas, transgêneros, bem como a defesa dos seus direitos sexuais e reprodutivos. Além disso, executar o projeto Mostra Cultural potencializando produções (desenhos, poesias, cartazes, single, entre outros) sobre as temáticas de corpos, gêneros, sexualidades e relações étnico-raciais. O terceiro projeto abarcado nesse programa tem como objetivo elaborar e executar uma Campanha Educativa (jingle na rádio e tv universitária, busdoor nos ônibus universitários, cartazes, adesivos e folder) a fim de sensibilizar a comunidade acadêmica para os temas promoção da cidadania LGBT e da equidade de gênero.

 

Nome do Projeto:Discursos sobre a ciência na prática de professores atuantes e em formação

Início: 2015

Natureza: Pesquisa

Responsável: Lavínia Schwantes

Descrição: O presente projeto de pesquisa é proveniente dos estudos de doutoramento sobre o discurso de ciência na atualidade e se propõe a conhecer, compreender e problematizar os discursos de ciência de professores em formação e professores atuantes de ciências e biologia na educação básica na cidade de Rio Grande. Para tanto, articulamos o referencial teórico de Foucault com discursos históricos da ciência desde sua emergência na modernidade até a problematização dessas balizas modernas por filósofos contemporâneos. Como material de análise, utilizaremos propostas curriculares de escolas e cursos de licenciatura de Ciências Biológicas, entrevistas com professores atuantes e em formação nesses cursos de licenciatura e observações em sala de aula de professores dessas disciplinas científicas. As transcrições serão analisadas por meio de ferramentas de análise de discurso foucaultiano. Intencionamos ainda realizar espaços de formação com professores para a discussão desses resultados e possibilitar problematizações nas práticas pedagógicas destes nas escolas.

 

Nome do Projeto: O DISCURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM ARTEFATOS CULTURAIS: CONSTITUINDO SUJEITOS ESCOLARES

Início: 2015

Natureza: Pesquisa

Responsável: Paula Corrêa Henning

Descrição: O presente estudo visa analisar o discurso de Educação Ambiental a partir de enunciações presentes em diferentes artefatos culturais que invadem os espaços escolares. Entendendo esses artefatos como potentes ferramentas na fabricação do sujeito contemporâneo, a pesquisa busca problematizar como é narrado o meio ambiente, a natureza, a sustentabilidade, o consumo e as relações homem-natureza. Para isso, a investigação busca analisar histórias da literatura infanto-juvenil, histórias em quadrinhos, revistas de ampla circulação nacional e livros didáticos dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental que se inserem dentro dos espaços escolares e datam dos anos 2000 para cá. Tais materiais participam da escola e produzem efeitos e sentidos para crianças, jovens e adultos frente a crise ambiental vivida pelos habitantes do século XXI. Na busca por responder a esse problema de pesquisa, utiliza-se o referencial pós-estruturalista, especialmente advindo dos estudos do filósofo Michel Foucault, Friedrich Nietzsche, Félix Guattari e Gilles Deleuze utilizando também autores filiados a essa teorização que enveredam para o campo da educação e da educação ambiental.

 

Nome do Projeto:Educação para a sexualidade: tecendo discussões acerca das narrativas de profissionais da educação e universitários/as

Início: 2015

Natureza: Pesquisa

Responsável: Paula Regina Ribeiro Costa

Descrição: Este projeto de pesquisa terá como propósito: investigar as narrativas dos/as profissionais da educação e universitários/as que participaram do projeto "Gênero e Diversidade na Escola - GDE", nas modalidades aperfeiçoamento e extensão sobre as identidade sexuais e de gênero e homofobia no espaço escolar no período de 2010 a 2014; analisar as narrativas presentes nos materiais produzidos na I e II Mostra Cultural sobre a Diversidade Sexual e de Gênero realizada pelo Grupo de Pesquisa Sexualidade e Escola; investigar se as escolas municipais da Educação Básica do município de Rio Grande tem promovido discussões a respeito da diversidade sexual e de gênero. O referencial teórico está baseado nos Estudos Culturais, em suas vertentes pós-estruturalistas, e em algumas contribuições de Foucault. Neste sentido, os estudos do Grupo de Pesquisa estão fundamentados em posicionamentos que entendem a sexualidade como uma construção histórica, social e cultural, que se constitui na correlação de elementos sociais presentes na família, na medicina, na educação, na religião, entre outros, através de estratégias de poder/saber sobre os sexos. Para tanto, utilizaremos a Investigação Narrativa como metodologia, entendendo que a narrativa como investigação é utilizada, porque somos seres contadores de histórias. As estratégias utilizadas para a produção dos dados serão: encontros com profissionais da educação e acadêmicos/as da FURG que participam dos Cursos "Gênero e Diversidade na Escola- GDE" nas modalidades aperfeiçoamento e extensão, questionário e grupo focal com professores/as de escolas municipais do Rio Grande/RS e análise de materiais produzidos na I e II Mostra Cultural sobre Diversidade Sexual e de Gênero. Para apreciação das narrativas serão utilizados os registros produzidos durante os questionários, os encontros, grupo focal e materiais das Mostras e estará pautada nas análises discursivas numa perspectiva foucaultiana. Esperamos que este estudo contribua com informações importantes à comunidade científica sobre as questões relativas aos corpos, gêneros e sexualidades e também possibilite a promoção de discussões acerca dessas questões tratadas no espaço escolar como a minimização das representações e preconceitos atribuídos aos sujeitos LGBT.

 

Nome do Projeto: Novos Talentos Rede Pública Brasileira: Ciência, Universidade e Escola: investindo em novos talentos

Início: 2010

Natureza: Extensão

Responsável: Paula Regina Ribeiro Costa

Descrição: Novos Talentos Rede Pública Brasileira: Ciência, Universidade e Escola: investindo em novos talentos

 

Nome do Projeto:Prátias biascéticase a produção de corpos e de subjetividades

Início: 2013

Natureza: Pesquisa

Responsável: Raquel Pereira Quadrado

Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar as práticas de bioascese corporal que, na contemporaneidade, vêm produzindo os sujeitos e seus corpos. Para tanto, investiga as práticas curriculares, especialmente nos currículos de ciências e biologia da educação básica e do curso de licenciatura em Ciências Biológicas, que vêm produzindo significados sobre os corpos e engendrando subjetividades.

 

Nome do Projeto:PRÁTICAS BIOASCÉTICAS CONTEMPORÂNEAS: A PRODUÇÃO DOS CORPOS NAS INSTÂNCIAS EDUCATIVAS

Início: 2013

Natureza: Pesquisa

Responsável: Raquel Pereira Quadrado

Descrição: O Grupo de Pesquisa Sexualidade e Escola (GESE) têm seus estudos balizados no entendimento de que os corpos, os gêneros e as sexualidades são construções históricas, sociais e culturais articuladas com as dimensões étnico-raciais e de classe. O projeto ?Práticas Bioascéticas Contemporâneas: a produção dos corpos nas instâncias educativas? tem por objetivo investigar as práticas bioascéticas presentes no currículo escolar da Educação Básica, nos currículos das licenciaturas e em sites da internet, que vêm produzindo os corpos na contemporaneidade. Tal projeto encontra-se vinculado aos propósitos do GESE, visto que problematiza os entendimentos hegemônicos sobre os corpos que têm como base o determinismo biológico e que vêm instituindo-os como universais e homogêneos, desconsiderando o contexto sociocultural em que esses corpos estão inseridos, os discursos que os convocam e os produzem, bem como os efeitos das novas tecnologias na constituição dos sujeitos. Tais entendimentos desconsideram outros significados e práticas que atuam na produção dos corpos e dos marcadores de gênero, sexuais e étnico-raciais, tais como o consumo, a moda, os padrões de beleza, a indústria e o mercado fitness, as representações de saúde, qualidade de vida, entre outros. Focamos o olhar, de modo especial, sobre as práticas bioascéticas, que são formas de ascese contemporâneas que, ao operarem sobre os corpos, atuam na produção de subjetividades, que se exibem ao nível da pele. Cirurgias plásticas, fisiculturismo, body modification, dietas alimentares, fitness e medicina estética são alguns exemplos de práticas de bioascese corporal, que atuam na constituição dos corpos e dos sujeitos, instituindo-lhes marcadores sociais de gênero, sexuais e étnico-raciais, entre outros. Nesta pesquisa, utilizaremos a investigação narrativa como estratégia metodológica. A produção dos dados narrativos se dará através entrevistas e encontros com profissionais da educação e acadêmicos dos cursos de licenciatura.

 

4) EDUCAÇÃO CIENTÍFICA: AS TECNOLOGIAS EDUCATIVAS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM

 

Nome do Projeto: FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA E PARA A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Início: 2014

Natureza: Pesquisa

Responsável: Cleiva Aguiar de Lima

Descrição: A Educação Profissional apresenta um conjunto de especificidades que pressupõe uma epistemologia própria, cujo conhecimento é fundamental para subsidiar ações de ensino, pesquisa e extensão. O pressuposto assumido pelo grupo de Pesquisa em Educação Profissional e Tecnológica é de pesquisar a realidade imediata desta modalidade de ensino e, mediante suas investigações, responder questões nas quais estejam vinculados diretamente. Sejam as investigações em nível de Doutorado, Mestrado, ou de Trabalho de Conclusão do Curso. Nesse sentido, as questões de pesquisa, estarão vinculadas às inquietações que cada um traz consigo a partir de sua experiência no que diz respeito à Educação Profissional e Tecnológica objetivando: compreender as especificidades da Educação Profissional, sobretudo no que diz respeito à formação de professores; identificar os principais pressupostos que orientam a Educação Profissional no âmbito dos IFs e reconhecer um modo próprio de fazer Educação Profissional. Para tanto as pesquisas desenvolvidas no Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências - PPGEC da Universidade do Rio Grande, sob minha orientação contribuirão para a melhoria da qualidade da Educação Profissional.

 

Nome do Projeto: Formação de Professores de Matemática: relação entre Educação Básica, Universidade e Tecnologias Digitais

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Débora Pereira Laurino

Descrição: O presente projeto visa, em uma ação indissociável entre a pesquisa, o ensino e a extensão, contribuir com a formação inicial e continuada de professores de matemática, a fim de constituir uma comunidade comprometida com sua própria formação e a de seus alunos. Propomos, inicialmente, a construção de oficinas, discussões e seminários relacionadas a conteúdos conceituais, atitudinais e procedimentais focados no ensino de Matemática na Educação Básica Ensino utilizando as tecnologias digitais. Em um segundo momento estas atividades serão oferecidas, registradas e analisadas pelo grupo proponente com a intenção de problematizar a prática pedagógica e produzir, pela escrita científica, conhecimentos sobre essa experiência de formação. As apreciações dos registros realizados durante as ações desenvolvidas serão feitas a partir da Análise Textual Discursiva (Moraes) que possibilita estabelecer um diálogo entre os discursos e os teóricos que irão subsidiar a pesquisa.

 

Nome do Projeto:EDUCAÇÃO ESTATÍSTICA: APRENDIZAGEM E AVALIAÇÃO EDUCACIONAL

Início: 2014

Natureza: Pesquisa

Responsável: Mauren Porciuncula Moreira da Silva

Descrição: O Grupo de Pesquisa em Educação Estatística EduEst, da Universidade Federal do Rio Grande FURG tem buscado, nas suas diversas atividades, problematizar o ensino da Estatística, valorizando a aprendizagem. Frente aos discursos, atitudes e crenças de discentes e docentes, consideramos importante refletir sobre a Educação Estatística na Educação Básica e Superior, de forma que possamos discutir e questionar os diversos discursos e práticas sobre algumas questões centrais tais como estratégias de aprendizagem, os modelos pedagógicos de ensino, as atitudes e as crenças, os saberes e os fazeres, as tecnologias digitais de informação e comunicação, e o letramento estatístico. Este projeto de pesquisa tem como propósito investigar os discursos e práticas de ensino e de aprendizagem dos profissionais da educação e dos estudantes de Estatística da Educação Básica e Superior do município de Rio Grande no período de 2014 a 2019; investigar o Letramento Estatístico dos Estudantes da Educação Básica; investigar as atitudes e crenças de autoeficácia estatística dos estudantes que ingressam no Ensino Superior; investigar de que forma as escolas municipais da Educação Básica do município de Rio Grande tem promovido a inclusão dos tópicos de Probabilidade e Estatística nas aulas da disciplina de Matemática. O referencial teórico está baseado na Ciência Cognitiva e sua Ecologia, e em algumas contribuições de Gardner e Lévy. Neste sentido os estudos do Grupo de Pesquisa, os quais se desenvolvem no Laboratório de Estudos Cognitivos e Tecnologias na Educação Estatística LabEst, estão fundamentados em posicionamentos que entendem que a Educação Estatística é uma construção ampla, que se constitui de elementos cognitivos, sociais, tecnológicos, entre outros. Para tanto utilizaremos uma abordagem Multimétodos, uma combinação entre análises qualitativas e quantitativas integradas, desde sua aplicação até os resultados apresentados, entendendo que desta forma podemos ampliar as potencialidades e minimizar limitações de cada um dos métodos. As estratégias utilizadas para a produção dos dados serão encontros agendados com profissionais da educação e estudantes da FURG e das Escolas de Educação Básica de Rio Grande, através da realização de entrevistas, resposta à questionários e preenchimento de instrumentos quantitativos. Esperamos que este estudo contribua com informações importantes à comunidade científica da área da Educação Estatística sobre as questões relativas ao ensino e a aprendizagem, e também possibilite a promoção de discussões acerca dessas questões tratadas, no espaço escolar e universitário, a fim de fomentar atitudes positivas quando da promoção do Letramento Estatístico pelos docentes e desenvolvimento deste pelos discentes.

 

Nome do Projeto: SABERES DOCENTES EM DIÁLOGO: CONTRIBUIÇÕES PARA O PROCESSO DE FORMAÇÃO EM REDE

Início: 2009

Natureza: Pesquisa

Responsável: Sheyla Costa Rodrigues

Descrição:SABERES DOCenTES EM DIÁLOGO: CONTRIBUIÇÕES PARA O PROCESSO DE FORMAÇÃO EM REDE

 

Nome do Projeto:3DCS - Tecnologias Avançadas de Automação e controle para supervisão de Sub-sistemas Marítimos

Início: 2014

Natureza: Inovação

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Projeto aprovado na CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-AQUAVIÁRIO - Cooperação IPCTs-Empresas - NAVIPEÇAS- 01/2013 (Finep) Alinhado a estratégia de crescimento do laboratório Nautec- FURG e da empresa Altus na área de óleo e gás, o projeto 3DCS visa desenvolver um sistema de controle distribuído modular de alta disponibilidade e integrado com sistemas de supervisão, de forma a promover soluções para o monitoramento, automação e controle de subsistemas marítimos. De formar mais precisa, o desenvolvimento do sistema 3DCS passará pela realização dos seguintes sub-projetos: 1. v-DCS - Módulo Avançado de Supervisão Distribuída por Visão O subprojeto v-DCS tem como principal objetivo o uso de câmaras de vídeo como instrumento de supervisão e sinalização de falhas, tanto para medição quanto para redundância da medição e a detecção da ocorrência de falhas e alarmes, e sua integração com sistemas de controle de produção industrial SCADA (Supervisory control and data acquisition) ou DCS (Distributed Control System). Para alcançar este objetivo são necessários três componentes principais: (i) obtenção de vídeos com câmaras no espetro visível ou infravermelho; (ii) desenvolvimento de algoritmos para extração de informações visuais em tempo real e (iii) integração destas informações na rede de controle industrial. 2. m-DCS Módulo de Visualização Móvel para DCS Busca-se o desenvolvimento de interfaces homem-computador (IHC) para o acesso e a visualização em tempo real de dados/modelos no campo (planta) oriundos de SCADAS e DCS industriais. A visualização de informações pelos operadores em campo através de IHC intuitivas exerce papel fundamental na gestão e execução de processos industriais complexos. O uso de interfaces móveis homem-computador com recursos de interação e visualização avançada tais como realidade virtual e mista, podem trazer ganhos significativos em termos de tempo e custo dos processos. Sendo assim, a presente proposta pretende investigar, desenvolver e aplicar interfaces de interação e visualização avançada com suporte a recursos de realidade virtual e mista em processos industriais. 3. iNEXTO Internet Industrial na Série Nexto Este subprojeto refere-se a integração do padrão Ethernet Industrial, também conhecido como Ethernet de tempo real, aos CLPs da Série Nexto, de forma a agregar um conjunto de funcionalidades importantes ao dispositivos no que tange a modernos protocolos de comunicação, sendo elas: expansão das possibilidades de comunicação externa e interna dos sistemas NEXTO; interoperabilidade com dispositivos de campo e com sistemas administrativos e de gestão; e melhoria nas garantias temporais e de redundância interna dos módulos que integram o sistema NEXTO. 4. Certificação DNV e UL A conformidade de produtos com diferentes tipos de certificações promove o aumento significativo do seu poder de penetração em diferentes tipos de mercados. No mercado naval, é exigido que produtos e equipamentos tenham a certificação DNV, atualmente a Série Nexto atende a diretiva RoHS e já possui marcação CE, para utilização no mercado europeu, no entanto para entrada desta série no mercado norte americano é necessária a certificação UL, tanto para equipamentos para uso em aplicações navais como para demais aplicações. Sendo assim, a realização destas certificações possuem um papel importante na consolidação do produto em aplicações navais como também nos principais mercados externo, fato este que contribui para redução do déficit da balança comercial brasileira..

 

Nome do Projeto: FURGBOT

Início: 2012

Natureza: Extensão

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Desenvolvimento de plataformas robóticas móveis para participação em eventos de competição e divulgação da área.

 

Nome do Projeto: Instituto Nacional de Ciência e Tecnologias do Mar - Grupo de Automação e Robótica Inteligentes

Início: 2012

Natureza: Pesquisa

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Estudo e Desenvolvimento de Redes de Monitoramento Ambiental. Devido ao fato do oceano ser um ambiente tridimensional que está em constante mudança ao longo do tempo, instrumentos precisam ser posicionados sobre largas áreas ou em plataformas móveis. Assim, o desenvolvimento de redes de sensores sem fio usando as mais avançadas tecnologias de comunicação acústicas e eletromagnéticas é o foco do desenvolvimento desta linha de pesquisa. As tecnologias de sensoriamento sem fio são alvo de investigação constante. Apesar dos desafios encontrados para se construir uma rede de sensores, existem muitas vantagens na sua utilização [2]: (i) diminuição do custo do sistema, uma vez que a utilização comercial de tecnologias de rede em sistemas de sensores tradicionais reduz o custo da rede e aumenta o desempenho; (ii) monitoração de alvos de difícil detecção. Alvos que possuem baixa atividade sonar atravessando seções, ruídos de baixa radiação são difíceis de detectar e classificar. Utilizando uma combinação de sensores é possível obter informações de número, tipo e localização do alvo monitorado; e (iii) redução de erros. A combinação de sensores de diferentes frequências melhora a precisão das medidas. Para isso, requer sincronização e posição precisa dos sensores. Essas tecnologias já vêm sendo utilizadas em sistemas oceanográficos, como por exemplo, [3][4], porém pesquisas nessa área são de extrema relevância visto as limitações ainda existentes nesses tipos de sistemas. Diversos problemas no âmbito da computação e automação podem ser tratados, com objetivo de se desenvolver sistemas robustos, o que inclui aspectos de comunicação, energia, posicionamento, confiabilidade, sincronização, etc. A presente proposta visa efetuar PD&I neste escopo. Como parte dos desafios a serem abordados, está à necessidade em prover sistemas adaptativos tolerantes a falhas. As dificuldades impostas pelo ambiente subaquático, aliadas ao alto índice de ruído e baixa taxa de transmissão de da.

 

Nome do Projeto: Nautilus - Tecnologias de Automação e Computação para o Aumento da Competitividade em Estaleiros

Início: 2013

Natureza: Inovação

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Projeto aprovado na Chamada MCTI/CNPq/CT-Aquaviário N º 23/2013 - Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico nas Áreas de Transporte Aquaviário e Construção Naval (Finep) Esta proposta tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação da Construção Naval e Offshore no Brasil, através do uso de técnicas avançadas de Automação e Computação, em diferentes etapas do processo de construção em um estaleiro. A proposta será executada por uma equipe multidisciplinar envolvendo o Grupo de Automação e Robótica Inteligente da FURG, o Programa de Engenharia Oceânica da UFRJ e Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da FURG. O projeto se constitui em três sub-projetos principais: i. Definição de estruturas WBS e indicativos de desempenho: proposição de um WBS para a construção naval offshore, com a identificação dos principais gargalos tecnológicos, e de métricas de produtividade associadas a fabricação de estruturas offshore; ii. Identificação e avaliação do fluxo de produção utilizando de tecnologias de rastreio de operações e mineração de dados: propõe-se a utilização de redes de sensores para rastreio das operações de transporte, visando a melhoria: da gestão de projetos; e da logística da produção e da cadeia de suprimentos; e iii. Melhoria dos processos de soldagem através da automação e robotização desses processos: customização das atuais tecnologias automatizadas/robotizadas utilizadas nos estaleiros brasileiros, visando um melhor desempenho e menor tempo e custo das operações.

 

Nome do Projeto: NETUNO Rede de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologias de Computação, Instrumentação, Automação e Robótica Subaquáticas

Início: 2014

Natureza: Pesquisa

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Esta proposta tem como objetivo fomentar a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico em Rede associados às áreas de computação, instrumentação, robótica e automação e sua aplicação em missões de oceanografia e engenharia subaquáticas, visando a formação de recursos humanos em nível de pós-graduação stricto sensu em Oceanografia, Oceanografia Química, Física e Geológica, Oceanografia Biológica, Engenharia Oceânica, Engenharia de Computação, Modelagem Computacional, Educação em Ciências e Engenharia Mecânica e, de forma complementar, em nível de graduação. A Rede é composta por equipes multidisciplinares (engenheiros, cientistas da computação e oceanógrafos) de diferentes instituições nacionais e internacionais, envolvendo a realização de missões, cursos e workshops; o desenvolvimento de projetos de pesquisa em áreas específicas, a geração de novos produtos e metodologias, a disponibilização de infraestrutura para experimentações e a divulgação científica.

 

Nome do Projeto: COOPERAÇÃO BRASIL-ESPANHA EM ROBÓTICA

Início: 2014

Natureza: Pesquisa

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: cooperação e intercâmbio no âmbito do edital CAPES/DGPU Edital 040/2014 na área de robótica de serviço

 

Nome do Projeto: COOPERAÇÃO BRASIL-ESPANHA EM ROBÓTICA E TECNOLOGIAS SUBSEA

Início: 2014

Natureza: Pesquisa

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Projeto aprovado no Edital Fapergs 12/2013 - PROGRAMA DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO NO RS O objetivo principal da proposta é contribuir para o fortalecimento da atuação na FURG no desenvolvimento científico tecnológico em Ciências do Mar, através do fomento a internacionalização e consolidação da pós-graduação em Computação da FURG, sobretudo associado à pesquisa e ao desenvolvimento de robótica e tecnologia subsea. A proposta faz parte da estratégia do grupo em elevar o conceito do curso junto a CAPES permitindo a criação futura de um doutorado. Além de fortalecer as já existentes colaborações entre os grupos envolvidos. a proposta tem os seguintes objetivos específicos: i) Desenvolver pesquisas conjuntas no campo da robótica e da visão computacional no que tange a problemas do meio subaquático. ii) Realizar estudos comparativos sobre as técnicas e metodologias do estado da arte em visão e navegação robótica. iii) Definir modelo de representação espaço-temporal para o desenvolvimento de técnicas conjuntas de navegação, modelagem e localização autônoma. iv) Permitir o intercâmbio de alunos e professores de forma a possibilitar a troca de knowhow e uso de infraestrutura disponível nas diferentes instituições. v) Realizar workshop e cursos na área de tecnologias subsea na FURG de forma a propiciar aos nosso alunos o aprofundamento científico na área. iv) Levantar as demandas do setor de óleo, gás e energia, com a identificação de gargalos, desafios e prospecção de desenvolvimento e inovação. Serão prospectadas aplicações em supervisão, monitoramento e manutenção de gasodutos, risers, inspeção de cascos e dutos, dentre outros. Trata-se de uma área de pesquisa que apresenta diversos desafios como a percepção visual (a água é um meio participativo), a determinação do conjunto de sensores e o processamento e fusão do fluxo de dados produzido, a localização e o mapeamento para navegação nesses ambientes.

 

Nome do Projeto: FURG e o Ensino Médio: Integração para o desenvolvimento das Áreas Petróleo & Gás, Biocombustíveis e Petroquímica ? Engenharia de Computação e Engenharia de Automação

Início: 2012

Natureza: Extensão

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: O INTERPETRO é um projeto que reúne os cursos de Engenharia da FURG com o objetivo de divulgar estes cursos junto as escolas de ensino médio da região e deste modo despertar o interesse dos alunos na área das ciências exatas, especialmente no contexto da área de Petróleo & Gás, Biocombustíveis e Petroquímica. Neste documento, o objetivo é descrever as atividades, metas e resultados esperados do INTERPETRO dentro dos cursos de Engenharia de Computação e Engenharia de Automação.

 

Nome do Projeto: OCELUS - Aperfeiçoamento de Equipamento e Processo de Solda Automática Linear com Base em Visão Computacional

Início: 2015

Natureza: Inovação

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Esta proposta visa o estudo e o desenvolvimento de tecnologias baseadas em visão computacional para o aperfeiçoamento de Equipamentos e Processos de Soldagem utilizados na indústria de petróleo e gás. De forma mais precisa apresenta-se a proposta através de três linhas mestra, as quais agregam os cinco sub-projetos que constituem os objetivos deste trabalho, e descritos a seguir: LINHA 1: Dimensionamento do Chanfro e Gap + Controle do Robô + Máquina de Solda Esta linha tem como objetivo utilizar Visão Computacional para estimativa da geometria do chanfro e do gap a ser soldado e, a partir desta, a customização automática do movimento de um Robô Portátil para Soldagem Linear (RPSL, ver Figura 1) e dos parâmetros de soldagem. A linha contará com o desenvolvimento de TRÊS sub-projetos: - sub-projeto 1: MAP-OCELUS: sistema de visão para uso offline (imageamento anterior ao processo de soldagem); e - sub-projeto 2: RT-OCELUS: sistema de visão online (imageamento durante a realização da solda) ambos capazes de obter a geometria do chanfro e do gap e seus mapeamentos em atitudes de velocidade/costura da tocha e parâmetros de soldagem; e - sub-projeto 3: BUG-OCELUS: sistema de controle da atuação do carro do robô e sua costura, bem como dos parâmetros da máquina de solda. LINHA 2: Computação Visual para Inspeção Esta linha prevê o estudo e desenvolvimento de tecnologias de visão computacional para auxílio a tarefa de inspeção da solda. A proposta prevê o desenvolvimento de UM sub-projeto: - Sub-projeto 4: i-OCELUS: sistema de auxílio a inspeção, a ser utilizado após a finalização da soldagem, fornecendo um relatório da qualidade da solda a partir da inspeção visual automaticamente realizada. LINHA 3: Computação Visual na Análise Dinâmica do Fenômeno de Soldagem Esta linha prevê o estudo e análise de viabilidade do uso de visão computacional no processo de identificação de padrões de soldagem, com base na captura de imagens em alta taxa de quadros/segundo e na análise visual do fenômeno, envolvendo técnicas de inteligência artificial. A proposta prevê o desenvolvimento de UM sub-projeto: - subprojeto 5 DATASET: será desenvolvido DATASET obtido em diferentes ensaios, onde serão anotados eventos e características visuais percebidas na análise visual do fenômeno, tendo como método a utilização de câmeras com alta taxa de aquisição de quadros.

 

Nome do Projeto: Rio Grande Tecnopole

Início: 2012

Natureza: Extensão

Responsável: Silvia Silva da Costa Botelho

Descrição: Desenvolvimento de ações de forma a identificar possibilidades de parcerias entre as empresas de TI e eletro-eletrônica e aquelas em instalação no polo naval de RIo Grande. Levantamento de demanda de mão de obra, elaboração de projetos estruturantes, identificaçào de possibilidades de inovações tecnológicas, encubação. Elaboração de diagnótico regional no segmento eletro-eletrônico.

 

Nome do Projeto: A consumerização de TI e o processo de aprender dos estudantes do Ensino Superior

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Suzi Samá Pinto

Descrição: A presente pesquisa visa investigar de que forma a consumerização de TI auxilia no processo de aprender dos estudantes no ensino superior. Esta consiste na utilização de dispositivos e aplicativos móveis no ambiente profissional e educacional levando a uma mudança no comportamento dos indivíduos, oriunda da modificação de seus hábitos e necessidades. Como ainda se sabe pouco a respeito da consumerização de TI no ambiente educacional é de extrema importância a realização de pesquisas sobre esta temática, de modo que as instituições possam se preparar para receber e lidar de forma proativa com as mudanças promovidas pela inserção destes recursos digitais no processo de aprender. Esperamos que os resultados desta pesquisa possam auxiliar os gestores e professores do Ensino Superior no repensar do espaço educacional de forma a conciliar a necessária organização dos processos com a flexibilidade de poder adaptá-los as atuais necessidades e demandas dos estudantes da geração Y e geração Z.

 

Nome do Projeto: Tecnologias digitais imbricadas no ensinar matemática na educação superior

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Tanise Paula Novello

Descrição: Desejamos pesquisar como as tecnologias digitais perpassam o ensinar Matemática na educação superior, a fim de compreender as concepções dos professores universitários e acadêmicos de disciplinas de Matemática sobre a forma de utilização dessas. Objetivamos mapear as tecnologias digitais para o ensino de Matemática utilizadas pelos professores da universidade; conhecer as vivências e as percepções pedagógicas dos professores de Matemática que usam as tecnologias digitais no processo formativo e analisar o discurso dos acadêmicos de disciplinas de Matemática quanto a potencialidade das tecnologias digitais para o aprender. A pesquisa se fará no movimento regido pela reformulação da experiência, visto que tomaremos por base a explicação científica proposta por Maturana em o que explicar é uma reformulação da experiência e o que observamos é sempre a partir de nós mesmos. Utilizaremos o Discurso do Sujeito Coletivo (Lefèvre e Lefèvre) para análise dos registros, por ser uma forma de organizá-los a partir de diferentes materiais que constituem o corpus. Pretendemos produzir e expressar sentidos no que se refere ao uso da tecnologia digital para ensinar matemática na Educação Superior.

 

Nome do Projeto: TECNOLOGIAS PEDAGÓGICAS DIGITAIS: mapeando artefatos, software e objetos para ensinar matemática no Ensino Superior

Início: 2016

Natureza: Pesquisa

Responsável: Tanise Paula Novello

Descrição: Desejamos pesquisar como as tecnologias digitais perpassam o ensinar Matemática na Educação Superior, a fim de compreender as concepções dos professores universitários e acadêmicos de disciplinas de Matemática sobre a forma de utilização de artefatos, software e objetos de ensino. A intenção é mapear as tecnologias digitais para o ensino de Matemática utilizadas pelos professores da universidade; conhecer as vivências e as percepções pedagógicas dos professores de Matemática que usam as tecnologias digitais no processo formativo e analisar o discurso dos acadêmicos de disciplinas de Matemática quanto a potencialidade das tecnologias digitais para o aprender. A pesquisa se fará no movimento regido pela reformulação da experiência, visto que tomaremos por base a explicação científica proposta por Maturana no qual o explicar é uma reformulação da experiência e o que observamos é sempre a partir de nós mesmos. Utilizaremos o Discurso do Sujeito Coletivo (Lefèvre e Lefèvre) para análise dos registros, por ser uma forma de organizá-los a partir de diferentes materiais que constituem o corpus. Pretendemos produzir e expressar sentidos no que se refere ao uso da tecnologia digital para ensinar matemática na Educação Superior.